EcoSport Club

Fórum de discussões sobre o Ford EcoSport


Quem estiver sem acesso ao fórum, basta enviar uma mensagem aos administradores que estaremos tomando as ações necessárias.

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Trancos na transmissao QUANDO FRIA

Ir à página : Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 2]

#1
 Michael Ricardo da Silva

avatar
Iniciante
Iniciante
Relembrando a primeira mensagem :

ECOSPORT 2.0 16V AUTOMATICA 2008 DURATECBoa Noite amigos. Estou com um problema que me intriga ha muito tempo no meu eco. Foi feito um reparo na transmissão do meu carro a cerca de 9 meses mas infelizmente levei meu carro em uma oficina que não era especializada. Resultado: me devolveram o carro andando mas a 4 marcha "escapava" e ficava voltando para a 3 marcha. desligava se o carro e ligava novamente e o problema sumia.. pois bem.. depois de muito pesquisar e me encorajar, eu mesmo abri o Corpo de Válvulas e arrumei o defeito. Tinha uma válvula com a mola enroscada e o torque do parafuso errado. isso pode parecer tosco mais sim, O TORQUE DO PARAFUSO, QUANDO MENOS DO QUE O ESPECIFICADO, ESTAVA CAUSANDO ESSA PERCA DE PRESSÃO E CONSEQUENTEMENTE A "ESCAPADA" DA 4 MARCHA. Fica ai essa dica para quem interessar..
Pois bem, depois de eu ter resolvido o problema anterior, hoje em dia me deparo com uma situação que não me deixa relaxar em paz . O carro simplesmente fica dando uns trancos meio fortes na passagem das marchas QUANDO ESTA FRIO.. Depois de algum tempo rodando com o carro esses trancos desaparecem, o carro fica filé.. as vezes nem percebo a mudança de marchas.. Passei Scanner e deu erro de bateria com tensão baixa intermitente. troquei a bateria por uma helliar 60A mas o codigo ainda persiste.. não sei se isso pode estar interferindo na transmissão mas estou desconfiando do regulador de voltagem.. Se alguém ai tiver conhecimento ou puder me dar uma dica pra resolver meu problema eu ficaria imensamente grato.
Neutral Rolling Eyes


#26
 Brignoli


Membro Sênior
Membro Sênior
kentakk escreveu:
Brignoli escreveu:sim, alguns acontece isso, mas na maioria hoje, quando vc para no farol, e mantem o carro no "D", ele não joga no "N", mas sim no "P", pois essa é a posição correta, não só por causa de desgaste, mas por causa de segurança!

Pelo que sei "N" e "P" sao praticamente iguais, o que muda eh que no "P" tem a trava mecanica que trava o carro como um freio.
No caso deste sistema vc tem alguma ideia de como possa ser o funcionamento?  Sera que tem alguma valvula que desabastece a embreagem desacoplando a embreagem e colocando em ponto morto?

Bom dia,
Kentakk, não são iguais, o "N" , que é o neutro, é um ponto morto, o carro fica totalmente livre, já o "P", esse é park, de estacionar, serve para deixar o carro travado, para que evite acidentes quando ligado. Para vc ter uma ideia....a pressão no câmbio quando parado em "P","R" ou mesmo na "low" , são as mais altas, de 210 a 240 psi, já na letra "D" , chega entre 60 a 80 psi. Eu também inicialmente pensava que eram bem parecidas, mas não verdade, se verificar, são bem diferentes.
Agora, quanto a sua pergunta, sobre o sistema, de acordo com a pressão, selenóide e conversor de torque, quando o carro para no farol e fica em "D", há uma comunicação entre o módulo e o câmbio, alguns segundos, fazem com que há através do conjunto de engrenagens, destrava o "D", deixando em "P", mesmo sem o motorista acionar a alavanca, ao voltar a pisar no acelerador, de acordo com a pressão, destrava-se e volta ao normal....mas lembrando, que isso acontece somente para efeito de embreagem, não de segurar o carro! Se por ventura soltar o pedal do freio, volta ao normal e o carro anda, se estiver no plano....por isso deve-se sempre colocar no "P".....há um conjunto de engrenagens responsáveis pelas mudanças, da-se o nome de engrenagens planetárias, através de suas combinações, aumentam ou diminuem a velocidade e até o chamado ponto morto "N", esse conjunto é como se fosse a "catraca" da bicicleta, mais ou menos isso.

#27
 kentakk

avatar
Diamond Titanium
Diamond Titanium
Brignoli escreveu:
kentakk escreveu:
Brignoli escreveu:sim, alguns acontece isso, mas na maioria hoje, quando vc para no farol, e mantem o carro no "D", ele não joga no "N", mas sim no "P", pois essa é a posição correta, não só por causa de desgaste, mas por causa de segurança!

Pelo que sei "N" e "P" sao praticamente iguais, o que muda eh que no "P" tem a trava mecanica que trava o carro como um freio.
No caso deste sistema vc tem alguma ideia de como possa ser o funcionamento?  Sera que tem alguma valvula que desabastece a embreagem desacoplando a embreagem e colocando em ponto morto?

Bom dia,
Kentakk, não são iguais, o "N" , que é o neutro, é um ponto morto, o carro fica totalmente livre, já o "P", esse é park, de estacionar, serve para deixar o carro travado, para que evite acidentes quando ligado. Para vc ter uma ideia....a pressão no câmbio quando parado em "P","R" ou mesmo na "low" , são as mais altas, de 210 a 240 psi, já na letra "D" , chega entre 60 a 80 psi. Eu também inicialmente pensava que eram bem parecidas, mas não verdade, se verificar, são bem diferentes.
Agora, quanto a sua pergunta, sobre o sistema, de acordo com a pressão, selenóide e conversor de torque, quando o carro para no farol e fica em "D", há uma comunicação entre o módulo e o câmbio, alguns segundos, fazem com que há através do conjunto de engrenagens, destrava o "D", deixando em "P", mesmo sem o motorista acionar a alavanca, ao voltar a pisar no acelerador, de acordo com a pressão, destrava-se e volta ao normal....mas lembrando, que isso acontece somente para efeito de embreagem, não de segurar o carro! Se por ventura soltar o pedal do freio, volta ao normal e o carro anda, se estiver no plano....por isso deve-se sempre colocar no "P".....há um conjunto de engrenagens responsáveis pelas mudanças, da-se o nome de engrenagens planetárias, através de suas combinações, aumentam ou diminuem a velocidade e até o chamado ponto morto "N", esse conjunto é como se fosse a "catraca" da bicicleta, mais ou menos isso.
Mas qual a serventia desse efeito "catraca de bicicleta"? No caso da explicacao do "neutro control" foi dado no curso que voce fez ou é sua teoria?  pois nao faz sentido ter alta pressao em "P" afinal nao precisa de pressao se o carro ta parado, agora em "LOW" e "R" faz sentido.

#28
 Michael Ricardo da Silva

avatar
Iniciante
Iniciante
Ola amigos. ontem resolvi me aventurar novamente abrindo meu corpo de válvulas para ver se tinha algo de errado.. a primeira vez que abri, retirei a junta velha e, como nao achei outra pra comprar, montei o corpo sem as juntas, desenrosquei a válvula que estava com problemas e montei.. problema da escapada das marchas sumiu.. pois bem.. ontem resolvi colocar essas juntas velhas novamente no corpo de valvulas pensando eu que poderia ser isso a causa dos trancos quando fria.. tbm notei uma válvula de aço meio riscada, como se tivesse arranhando dentro da cavidade dela.. ai passei uma lixa BEM FINA e ficou lindo e maravilhoso.. ACABOU OS TRANCOS QUANDO FRIA.. Só que como alegria de pobre nao dura muito kkkk hj andando tranquilamente com minha Eco a 4 marcha escapou novamente... Igual da primeira vez.. Vou desmontar novamente e tirar a junta pra ver o comportamento.. pois acho que essa junta velha, que verifiquei que estava em alguns pontos com uns estufadinhos, deve estar dando fuga de oleo de uma canal para o outro e causando essa escapada da marcha.. Só que fica meu medo dos trancos voltarem.. kkk mas mesmo assim vou fazer isto. Se voltar os trancos vou dar um jeito de encomendar essas juntas novas de algum lugar para repor pra ver tbm...
Uma pergunta para o amigo brignoli que fez o curso ai. Você acha que a falta dessa junta no corpo de Válvulas pode afetar em algo no funcionamento?


#29
 Brignoli


Membro Sênior
Membro Sênior
Boa tarde Michael,
A junta diretamente referente a escapada de marcha não, é referente a possível vazamento do fluído pelo corpo de válvulas.....mas aproveitando a deixa, quando recolocar a junta, tome muito cuidado, porque a junta tem furos minúsculos, onde se encaixa perfeitamente ao corpo de válvulas..... nesses furos minúsculos passa o fluído para lubrificação e correta pressão,  se por acaso ficar torta, tampar um dos furos por não ser a correta ou colocada erroneamente, aí pode dar problema sim! Fica a dica!
obs...estou me referindo a junta do corpo de válvulas e não do cárter.

#30
 Brignoli


Membro Sênior
Membro Sênior
kentakk escreveu:
Brignoli escreveu:
kentakk escreveu:
Brignoli escreveu:sim, alguns acontece isso, mas na maioria hoje, quando vc para no farol, e mantem o carro no "D", ele não joga no "N", mas sim no "P", pois essa é a posição correta, não só por causa de desgaste, mas por causa de segurança!

Pelo que sei "N" e "P" sao praticamente iguais, o que muda eh que no "P" tem a trava mecanica que trava o carro como um freio.
No caso deste sistema vc tem alguma ideia de como possa ser o funcionamento?  Sera que tem alguma valvula que desabastece a embreagem desacoplando a embreagem e colocando em ponto morto?

Bom dia,
Kentakk, não são iguais, o "N" , que é o neutro, é um ponto morto, o carro fica totalmente livre, já o "P", esse é park, de estacionar, serve para deixar o carro travado, para que evite acidentes quando ligado. Para vc ter uma ideia....a pressão no câmbio quando parado em "P","R" ou mesmo na "low" , são as mais altas, de 210 a 240 psi, já na letra "D" , chega entre 60 a 80 psi. Eu também inicialmente pensava que eram bem parecidas, mas não verdade, se verificar, são bem diferentes.
Agora, quanto a sua pergunta, sobre o sistema, de acordo com a pressão, selenóide e conversor de torque, quando o carro para no farol e fica em "D", há uma comunicação entre o módulo e o câmbio, alguns segundos, fazem com que há através do conjunto de engrenagens, destrava o "D", deixando em "P", mesmo sem o motorista acionar a alavanca, ao voltar a pisar no acelerador, de acordo com a pressão, destrava-se e volta ao normal....mas lembrando, que isso acontece somente para efeito de embreagem, não de segurar o carro! Se por ventura soltar o pedal do freio, volta ao normal e o carro anda, se estiver no plano....por isso deve-se sempre colocar no "P".....há um conjunto de engrenagens responsáveis pelas mudanças, da-se o nome de engrenagens planetárias, através de suas combinações, aumentam ou diminuem a velocidade e até o chamado ponto morto "N", esse conjunto é como se fosse a "catraca" da bicicleta, mais ou menos isso.
Mas qual a serventia desse efeito "catraca de bicicleta"? No caso da explicacao do "neutro control" foi dado no curso que voce fez ou é sua teoria?  pois nao faz sentido ter alta pressao em "P" afinal nao precisa de pressao se o carro ta parado, agora em "LOW" e "R" faz sentido.

veja,
o exemplo da catraca de bicicleta, era apenas para mostrar (a grosso modo) como funciona o conjunto planetário.....que efetua a forma de desenvolver velocidade no carro....
Agora quanto referente a pressão no "P", isso não é teoria minha, é o que acontece, quando se liga o carro, pois prepara o motor para andar...aí a pressão é maior, porque sairá do ponto "0" a começar desenvolver velocidade....
Já quando para no Farol em "D", diminui a pressão para 60 a 80 psi....Mas em alguns carros como a Zafira, após 3 a 5 segundos, o módulo joga o cambio não em "P", mas sim em Neutro "N"....já no caso da Journey, o módulo pode baixar a pressão da bomba para aliviar a carga...inclusive diminuindo emissões...

#31
 Michael Ricardo da Silva

avatar
Iniciante
Iniciante
Brignoli escreveu:Boa tarde Michael,
A junta diretamente referente a escapada de marcha não, é referente a possível vazamento do fluído pelo corpo de válvulas.....mas aproveitando a deixa, quando recolocar a junta, tome muito cuidado, porque a junta tem furos minúsculos, onde se encaixa perfeitamente ao corpo de válvulas..... nesses furos minúsculos passa o fluído para lubrificação e correta pressão,  se por acaso ficar torta, tampar um dos furos por não ser a correta ou colocada erroneamente, aí pode dar problema sim! Fica a dica!
obs...estou me referindo a junta do corpo de válvulas e não do cárter.
Estranho, pq foi só eu colocar a junta e o problema voltou.. o fato dela estar estufada nao pode interferir? E se eu retirar a juntas tem algum perigo?

#32
 Brignoli


Membro Sênior
Membro Sênior
Michael Ricardo da Silva escreveu:
Brignoli escreveu:Boa tarde Michael,
A junta diretamente referente a escapada de marcha não, é referente a possível vazamento do fluído pelo corpo de válvulas.....mas aproveitando a deixa, quando recolocar a junta, tome muito cuidado, porque a junta tem furos minúsculos, onde se encaixa perfeitamente ao corpo de válvulas..... nesses furos minúsculos passa o fluído para lubrificação e correta pressão,  se por acaso ficar torta, tampar um dos furos por não ser a correta ou colocada erroneamente, aí pode dar problema sim! Fica a dica!
obs...estou me referindo a junta do corpo de válvulas e não do cárter.
Estranho, pq foi só eu colocar a junta e o problema voltou.. o fato dela estar estufada nao pode interferir? E se eu retirar a juntas tem algum perigo?

Só para garantir, tire a minha dúvida, vc está falando que recolocou a junta do cárter do câmbio ou a junta do corpo de válvulas?
A do cárter do câmbio nada influi....se não colocar possivelmente vai vazar fluido!
Agora a junta do corpo de válvulas, como expliquei acima se colocar torta ou errada, vai tapar a vazão e influenciar a pressão do fluído no câmbio, aí pode dar problema sim! E se não colocar a junta, pode também causar vazamento, se estiver vazando, logo a pressão também não será a correta!
lembrando que há torque nos parafusos....onde há parafuso, há torque!
Outra coisa, veja se não há nenhuma mola no corpo de válvulas presa novamente ou quando recoloca a junta se não tapa algum furo, ela não pode ficar torta!
Faça o seguinte, coloque a junta em um vidro ou na janela de sua casa, caso tenha alguma vidraça lisa e depois leve esse vidro contra a luz, verá inúmeros furos na junta e inclusive muito pequenos, veja se algum está por ventura fechado por alguma deformação da junta....já que disse que está colocando a antiga...ou alguma sujeira que não notou, pode retirar com uma agulha a sujeira, mas não alargue qualquer um dos furos!
O que seria esse estufado que comentou na junta? deformação?
Aproveitando, vc chegou a lavar o corpo de válvulas? não pode deixar nada de água nele, se por ventura limpar, passe depois um bom jato de ar para certificar que não tem absolutamente nada de água no corpo de válvulas! também não use pano para secar, não pode haver absolutamente nada de pelinhos ou resíduos no corpo de válvulas, pode interferir no conjunto!
Uma pergunta, agora depois que esquenta, o carro "para" de escapar a 4ª? ou continua ainda escapando, porque antes, ele parece que parava, não é?


#33
 Michael Ricardo da Silva

avatar
Iniciante
Iniciante
Brignoli Obrigado pelas dicas.. teria como me passar seu zap pra eu tirar mais algumas duvidas e se puder me dar uma força? desde ja agradeço e assim que resolver meu problema eu respondo novamente aqui e falo o que foi a solução.

#34
 Michael Ricardo da Silva

avatar
Iniciante
Iniciante
Michael Ricardo da Silva escreveu:Brignoli Obrigado pelas dicas.. teria como me passar seu zap pra eu tirar mais algumas duvidas e se puder me dar uma força? desde ja agradeço e assim que resolver meu problema eu respondo novamente aqui e falo o que foi a solução.
ou se puder me chame ai no zap 35991144019.. Vou te mandar um audio pq é bastante coisa kkk

#35
 Brignoli


Membro Sênior
Membro Sênior
Claro, no que eu puder ajudar....segue o meu zap 11 98374-5103 ....abraços

#36
 Brignoli


Membro Sênior
Membro Sênior
Bom dia,
Vamos lá, um breve relato do problema do nosso amigo Michael, que juntos acabamos descobrindo e consequentemente resolvendo o problema de sua Ecosport.
Só relembrando um pouco, ele estava com problema de escapar a 4ª marcha do seu cambio automático, que na verdade entrava em módulo de emergência, ficando em 3ª marcha (procedimento padrão do sistema). Havia levado a um mecânico que mexeu, mas não ficou legal e resolveu ele mesmo a verificar o corpo de válvulas e acabou resolvendo por 9 meses, mas depois voltou a ter problema novamente. Agora quando o carro frio, dava trancos, depois voltava ao normal. Quando abriu o corpo de válvulas pela segunda vez, percebeu q e junta não estava legal, então passei algumas dicas e comprou uma nova...quando foi comparar as juntas, que foi uma das dicas passadas, percebeu que a junta não era do seu corpo de válvulas...então através da foto do corpo de válvulas enviada ao vendedor e recebendo a junta nova, percebeu que haviam trocado o corpo da Eco por um corpo do Fusion! Só para explicar, são muito parecidos visualmente, mas há algumas diferenças pequenas, como quantidade de celenóides.....a Eco tem 6 e o Fusion 8, quantidade de marchas no "D", a Eco tem 4 e o Fusion 5, posição dos furos de passagem do fluído....mas a pressão é a mesma dos dois, por isso funcionou por um tempo, mas depois dá problemas, como foi o seu caso.....Aí, colocou a junta correta do corpo de válvulas do fusion, mas não deu muito certo...ainda ficou ruim....não sabemos ao certo se era os celenóides ou o corpo no geral...então chegamos a um veredito depois de algumas pesquisas nos manuais e perguntando a alguns colegas e inclusive ao meu instrutor, que foi fundamental para a decisão, chegando a informação acima.....decidindo no final das contas a trocar o corpo de válvulas pelo original da Ecosport mesmo! A decisão mais acertada a se tomar.....ontem fechou tudo, ficando perfeito novamente!.......Não sabemos se foi a mecânica que efetuou a troca por serem parecidos visualmente ou se foi o antigo proprietário do veículo.....mas a questão que estava com o corpo de válvulas do Ford Fusion, com a junta do corpo de válvulas da Ecosport!
Fica a dica! Fiz mais um amigo e zé finí! kkkkkk

#37
 Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 2]

Ir à página : Anterior  1, 2


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum