EcoSport Club

Fórum de discussões sobre o Ford EcoSport


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ford EcoSport ganha cara nova e interior refinado longe da terra natal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1
 Zanetti

avatar
Diamond Titanium
Diamond Titanium
Principal ausência no Salão do Automóvel de São Paulo , deixando brilhar os rivais Hyundai Creta e Honda WR-V, o novo EcoSport foi revelado em Los Angeles (EUA), a cerca de 10.000 km de distância do Brasil, sua terra natal.



Principal ausência no Salão do Automóvel de São Paulo , deixando brilhar os rivais Hyundai Creta e Honda WR-V, o novo EcoSport foi revelado em Los Angeles (EUA), a cerca de 10.000 km de distância do Brasil, sua terra natal.



novo Ford EcoSport
A data de lançamento do modelo no Brasil ainda é um mistério, uma vez que, segundo a Ford, ele só começará a ser entregue aos clientes americanos no início de 2018, importado da Romênia.

A matriz americana nutre grandes expectativas: o segmento de SUVs que por lá são chamados de subcompactos – como o Renegade, Juke, HR-V e Trax (nosso Tracker) – cresceu muito dos últimos anos, passando de 70.000 unidades em 2011 para 276.000 em 2015.

Por isso, e pelo fato de o EcoSport ser inédito nos EUA, a prioridade na apresentação foi para a parte norte do continente. Mas ele não deve demorar a dar as caras por aqui.

Por fora, as mudanças do EcoSport foram poucas, mas significativas, mais alinhadas com os modelos americanos (como o Edge) do que com os europeus. A dianteira ficou mais alta com o reposicionamento da grade, agora com duas barras horizontais e o logo da marca ao centro.



novo Ford EcoSport
Os faróis remetem aos antigos, mas ganharam novas proporções e iluminação por projetores. Quem também contribui para a elevação da dianteira são os faróis de neblina, maiores e mais altos, além do para-choque com porções inferiores pintadas na cor do carro.



novo Ford EcoSport
A traseira segue sem mudanças, com exceção da barra cromada acima do recuo da placa de licença. Não estranhe a ausência do estepe pendurado na traseira: apesar de tradicional no Brasil, o item não agradou aos norte-americanos e europeus, onde o estepe convencional é item cada vez mais raro.

Um projeto brasileiro em suas duas primeiras gerações, o EcoSport começou a ser vendido na Europa em 2014, mas teve de mudar levemente já no ano seguinte, com melhorias no acabamento e a eliminação do estepe traseiro, substituído por um kit de reparos. Os americanos também abriram mão do estepe. A abertura da tampa, porém, continua sendo feita para o lado.



novo Ford EcoSport
A maior novidade talvez esteja no interior do jipinho, que não se parece com o de nenhum outro carro da marca. As saídas de ar agora estão em posição mais baixa, logo acima dos controles do ar-condicionado — que, assim como no atual, é digital e de apenas uma zona. O volante e o quadro de instrumentos também são novos, enquanto os comandos dos retrovisores elétricos agora estão próximos aos dos vidros, na porta do motorista.



novo Ford EcoSport
No topo do painel, a central multimídia com tela de oito polegadas sensível ao toque pode se conectar aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto, além de oferecer GPS e Bluetooth e aposentar inúmeros botões físicos. Há duas saídas USB, duas tomadas de 12V e uma de 110V para os passageiros do banco de trás.



novo Ford EcoSport
O esquema de som, para a versão mais cara nos EUA, é um B&O Play da Harman com 10 alto-falantes (incluindo subwoofer no porta-malas) e 675 watts. A marca ainda destaca a presença de 30 porta-trecos, no melhor estilo americano.



novo Ford EcoSport
As duas opções de motorização para o mercado americano serão o 1.0 EcoBoost semelhante ao utilizado no New Fiesta e o conhecido 2.0 Duratec de quatro cilindros aspirado, neste caso sempre com tração integral. No Brasil, há a expectativa de que ele também receba o novo 1.5 Dragon de três cilindros, com cerca de 130 cavalos.

O material de divulgação da Ford diz que o câmbio para ambas as configurações é um automático de seis marchas. Pode ser que seja um automático convencional no lugar do Powershift automatizado de dupla embreagem, alvo de críticas por lá ao equipar o New Fiesta e Focus. Mas a Ford americana também costuma chamar o próprio Powershift de automático.

É esperado que a Ford não demore a lançar o EcoSport reestilizado por aqui. Precursor e antigo líder do segmento, o modelo hoje amarga a terceira colocação (com direito a inversões constantes com o quarto colocado, Renault Duster) desde a chegada dos rivais Honda HR-V e Jeep Renegade. Nos próximos meses, chegam os já citados Hyundai Creta e Honda WR-V, além das versões mais acessíveis do Kicks.

Fonte

#2
 Wesley Sampaio

avatar
Membro Pro
Membro Pro
Realmente a nova EcoSport ficou linda, mas falta o charme do pneu na traseira do veiculo, marca registrada dela nas terras tupiniquins...

Mas o seu preço  money  não deve chegar tão lindo assim... Shocked Vamos Aguardar

#3
 JoelMelo

avatar
Membro
Membro
Wesley Sampaio escreveu:Realmente a nova EcoSport ficou linda, mas falta o charme do pneu na traseira do veiculo, marca registrada dela nas terras tupiniquins...

Mas o seu preço  money  não deve chegar tão lindo assim... Shocked Vamos Aguardar

Será que podemos ter alguma esperança $$$ ??

Ou é tudo balela da Ford??

https://br.motor1.com/news/148814/novo-ecosport-completo-tera-preco-de-versoes-de-entrada-de-rivais/

Esperemos...

#4
 JoelMelo

avatar
Membro
Membro
Esse Eco novo realmente deve fazer com que ele volte pra disputa da categoria...

https://br.motor1.com/reviews/149422/novo-ford-ecosport-20-titanium-2018-avaliacao-em-video/

#5
 Wesley Sampaio

avatar
Membro Pro
Membro Pro

EcoSportClub Driver

Bem, Por mais esperançoso que eu seja ,eu acho muito difícil a Ford trazer a nova EcoSport para o Brasil, com preços mais em conta, devido ao grande numero de inovações e tecnologias disponíveis a bordo da nova EcoSport , isso pode até acontecer, mas infelizmente temos no nosso pais chamado, Brasil uma altíssima carga tributaria agregado a tudo que se consome neste pais, ou seja...Tudo que chega aqui e bem mais caro do que em qualquer outro pais... Sendo assim eu infelizmente não creio que chegara a este patamar que estão divulgando...

Infelizmente, o que o nosso governo quer e somente impostos e mais impostos, money Lamentavelmente Crying or Very sad

DriverEcoSportClub

#6
 JoelMelo

avatar
Membro
Membro
Wesley Sampaio escreveu:

EcoSportClub Driver

Bem, Por mais esperançoso que eu seja ,eu acho muito difícil a Ford trazer a nova EcoSport para o Brasil, com preços mais em conta, devido ao grande numero de inovações e tecnologias disponíveis a bordo da nova EcoSport , isso pode até acontecer, mas infelizmente temos no nosso pais chamado, Brasil uma altíssima carga tributaria agregado a tudo que se consome neste pais, ou seja...Tudo que chega aqui e bem mais caro do que em qualquer outro pais... Sendo assim eu infelizmente não creio que chegara a este patamar que estão divulgando...

Infelizmente, o que o nosso governo quer e somente impostos e mais impostos, money Lamentavelmente Crying or Very sad

DriverEcoSportClub

Infelizmente, concordo com você Wesley, mas que o carro ficou show de bola isso ele ficou!!

#7
 Wesley Sampaio

avatar
Membro Pro
Membro Pro
EcoSportClub  Driver

Olá, bom dia Joel Melo...

Realmente o veiculo ficou lindíssimo em todos os aspectos... BatPalm

Driver EcoSportClub

#8
 JoelMelo

avatar
Membro
Membro
Olhem isso Wesley e colegas!!

Retirado do site Motor 1:


"Atualizado, SUV compacto aposta em preço agressivo e amplo pacote de equipamentos

Após muito tempo de espera, o novo Ford EcoSport enfim é lançado oficialmente nesta terça-feira (25), com preços entre R$ 73.990 e R$ 93.990. Muda bastante para um carro que teoricamente passaria apenas por uma mera reestilização. Recebe novo design, mais alinhado à atual linguagem visual da empresa, troca o motor 1.6 pelo inédito 1.5 tricilíndrico e traz generosa lista de equipamentos de série, incluindo 7 airbags.


Fisicamente, o Ford EcoSport renovado mudou apenas em design. Montado sobre a plataforma do Fiesta, tem 4,27 metros de comprimento (somado o estepe externo), 2,52 m de entre-eixos, 2,05 m de largura e 1,67 m de altura. Isso faz com que mantenha o porta-malas pequeno para a categoria, um de seus pontos-fracos, com 356 litros – que podem subir para 1.178 l com os bancos traseiros rebatidos. Ainda assim, tem uma novidade: a tampa pode ser colocada em três níveis de altura. Na posição intermediária, cria um pequeno compartimento de 52 litros. Na superior, cria um assoalho reto em combinação com os assentos traseiros rebatidos.

Por fora, só iremos reconhecer o novo EcoSport pela dianteira. Mudam os faróis, mais curtos e largos que os anteriores, e a grade frontal subiu, eliminando a fina entrada de ar no fim do capô. Ela também ganha novo aspecto, usando filetes cromados grossos no lugar do desenho antigo que formava três gomos. As luzes de neblina abandonaram o formato redondo e agora são quase triangulares. Como a grade subiu, a Ford pôde recriar o para-choque dianteiro, mais parrudo e que conversa melhor com o resto da carroceria. Em contrapartida, a traseira mudou apenas no para-choque, levemente mais longo que o anterior.



Foram tímidos na traseira do Eco, mas não em seu interior. Finalmente perde o antiquado sistema multimídia Sync (aquele da telinha azul), adotando a central Sync 3, composta por uma tela “flutuante” sensível ao toque de 6,5” ou 8”, dependendo da versão – o display fica fora do painel, como se fosse um tablet. O cluster também recebe novidades, agora com tela de 4,2” colorida para as versões Freestyle e Titanium, enquanto a SE tem uma monocromática de 2,8”.

Troca de motores
Apesar do motor 1.6 Sigma ainda ser atual, a Ford tem que cumprir as metas de emissão do Inovar-Auto. Por isso chega da Índia um novo propulsor, o 1.5 Ti-VCT de 3 cilindros. Gera 137,2 cv de potência com etanol e 130 cv com gasolina, contra os 131/125 cv do 1.6. Seu diferencial está no torque, de 16,1/15,6 kgfm a 4.500 rpm (etanol e gasolina), maior do que os 15,9/15,7 kgfm do motor antigo e que surge 250 rpm antes.

O 2.0 não foi esquecido, substituído pela versão utilizada no Focus, com injeção direta de combustível e duplo comando de válvulas variável. Gera 176 cv e 22,5 kgfm, com etanol no tanque, ou 170 cv e 20,6 kgfm, com gasolina. É um ganho de até 28 cv e 2,8 kgfm em relação ao 2.0 anterior.


Após muitas reclamações, a Ford começa a tirar o câmbio Powershfit de sua linha. O EcoSport chega sem o automatizado, adotando uma caixa automática de 6 marchas com conversor de torque. A versão 2.0 utiliza a mesma transmissão 6F35 do Fusion, enquanto o 1.5 conta com uma derivada, chamada 6F15, desenvolvida especialmente para trabalhar com o novo motor tricilíndrico. Sempre traz paddle shifts atrás do volante para trocas manuais de marcha.

Segundo o Conpet-Inmetro, o 1.5 com câmbio manual de 5 marchas faz 8,3 km/l na cidade e 9,0 km/l na estrada, quando abastecido com etanol. Com gasolina, sobe para 11,6 km/l e 13,1 km/l, respectivamente. A versão automática rende 7,1 km/l (ciclo urbano) e 8,9 km/l (ciclo rodoviário) com etanol, passando para 10,4 km/l e 12,8 km/l com gasolina. O rendimento ficou entre 0,1 km/l e 1,4 km/l maior. O destaque é a menor emissão de CO2, que caiu de 124 g/km para 109 g/km para a versão manual e de 123 g/km para 118 g/km no EcoSport automático. Ainda não divulgaram o consumo da configuração 2.0.

Outro argumento está na lista de equipamentos. O EcoSport 2018 vem de série com 7 airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelho para o motorista), controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sensor de pressão dos pneus, central multimídia de 6,5”, sensor de estacionamento e rodas de liga leve. O único opcional será o câmbio automático, que sobe o preço em R$ 5 mil para cada versão.


Confira abaixo todos os preços, versões e equipamentos do novo Ford EcoSport:

EcoSport SE 1.5 (R$ 73.990): Ar-condicionado, assistente de partida em rampas, aviso de portas abertas e faróis acesos, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro bipartido, central multimídia Sync 3 com tela sensível ao toque de 6,5” com Bluetooth e entrada USB, chave canivete com controle remoto, cinto de segurança de três pontos para todos os bancos com aviso de uso, computador de bordo de 2,8”, controle eletrônico de estabilidade e tração, direção elétrica, gancho para reboque, ganchos ISOFIX para cadeiras infantis, grade frontal ativa, porta-malas com abertura elétrica, retrovisores externos elétricos com luzes de seta integradas, rodas de liga leve de 15”, sensor de estacionamento traseiro, sensor de pressão dos pneus, sete airbags (frontais, laterais, de cortina e um de joelho), vidros elétricos com função one-touch, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade.

EcoSport SE 1.5 automático (R$ 78.990): Mesmos itens que a versão SE 1.5 manual, com piloto automático.

EcoSport Freestyle 1.5 (R$ 81.490): Adiciona ar-condicionado automático e digital, assoalho inteligente do porta-malas, bancos revestidos em tecido e couro, câmera de ré, central multimídia Sync 3 de 8” com navegação por GPS em português, computador de bordo com tela LCD de 4,2”, luzes diurnas em LED, rodas de 16”, sensor de ponto cego e tráfego cruzado.

EcoSport Freestyle 1.5 automático (R$ 86.490): Mesmos itens que a versão Freestyle 1.5 manual.

EcoSport Titanium 2.0 automático (R$ 93.990): Adiciona acendimento automático dos faróis, chave com sensor de presença e partida sem chave, espelho retrovisor eletrocrômico, faróis de xenon, cinco alto falantes e quatro tweeters,  sensor de chuva, sistema anti-capotamento, teto solar elétrico.

A garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem, e as revisões têm preço fixo pelo período de 10 anos".

FONTE: https://br.motor1.com/news/174637/ford-ecosport-2018-veja-versoes-conteudos-e-precos/

#9
 JoelMelo

avatar
Membro
Membro

#10
 Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum